segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Coisas que nos chateiam VS coisas que nos ANIMAM

"mentalidades-inhas"
daquelas bem pequeninas
que se contentam apenas com o "suficiente para desenrascar"
porque batalhar pelo que deve ser, dá muito trabalho ou
"não vale a pena" - neste país de sistemas hiperburocratizados
(sim, acabei de inventar esta palavra!)
*
que acham que qualquer coisinha já é bom
e que temos que agradecer aquilo que já temos...
...quando aquilo que nos dão são apenas migalhinhas
tendo em conta os direitos e
sem olhar ao tempo perdido em listas de espera
*
irrita-me mesmo!
*
JÁ A SITUAÇÃO SEGUINTE É UM INCENTIVO A NUNCA CRUZARMOS OS BRAÇOS PERANTE AS ADVERSIDADES e a RECLAMARMOS SEMPRE PARA VER OS DIREITOS GARANTIDOS:
*




É de lamentar que tenhamos que continuar a recorrer à comunicação social para darem atenção às situações que carecem - mais que respostas - de acções concretas e urgentes!
É de lamentar que o Estado continue sem cumprir o seu DEVER!

6 comentários:

Mina disse...

Fiquei sem palavras, ou antes a mãe Sisa já as disse... E eu reforço-as...
Infelizmente é preciso exposição, para se conseguir os direitos básicos dos cidadões com NEE...
Esperemos que no próximo ano lectivo as coisas começem no ínicio... Irrita mesmo!...
Mas o que importa é que o Afonso já vai ter uma equipe disponível para trabalhar com ele...
bjocas

Xu disse...

é sempre a mm merdinha ... daaaaaaasssssssssssssseeeeeee

ClaudiaMG disse...

Pois é mãe Sisa infelizmente as mentalidades do nosso País não mudam.
É uma pena que todos os anos tenhamos de passar pelo mesmo.
Já não basta todo o desgaste físico e emocional e ainda temos de nos preocupar em conseguir tempo para resolver determinados assuntos que deveriam estar resolvidos à partida.

Beijinhos muito grandes para vós

Sofia disse...

É o País que temos...
Com todos os casos que deviam ser denunciados, eu acho que a tv cabo deveria criar um canal só para a denunciar.
Será que resultaria. Claro que o canal daria em directo para o parlamento e na casa dos ministros seria o único que conseguiriam ver.
Acho que assim resultaria.
BJKS

Dina disse...

Olá, olá

Obrigada pelas palavras de apoio.

Beijinhos

Afonsinho e familia

loucos e companhia disse...

Olá!!!
Sou mãe da Rita, tb com Paralisia cerebral, mas já uma menina crescida, com 12 anos! Têm sido 12 anos de batalha constante pelos direitos dela, especialmente enquanto frequentou a escola dita "normal", visto que à excepção da Pré-primária as coisas nunca funcionaram bem. Frequenta a CRIAL desde os 8 anos e apesar de ter os seus contras tem tb os seus prós. Nós, pais de crianças especiais, temos de ter a capacidade de aceitar a sua diferença, só assim seremos capazes de os ajudar no seu dia-a-dia.
Beijinhos e muitas felicidades!