sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

valor da vida

Esta semana tem sido especialmente difícil.
O Principezinho esteve 2 dias internado e só veio para casa para evitar outra infecção cruzada, uma vez que ainda tinha parâmetros para continuar o internamento... isso e porque considerámos sermos capazes de ficar com ele em casa, depois de devidamente medicado, nestas condições e porque a equipa médica confia em nós, dado o historial.
Mas já tivémos quase a voltar por diversas vezes (e não sei se não teremos mesmo que o fazer...).
O que nos impediu foi "simplesmente" o terror que sentimos durante a ponderação "vamos ou não vamos?" com tudo o que isso implica.
Porque sabemos, efectivamente, o que uma "simples" ida ao hospital pode significar... que resultados concretos poderão daí advir...
Cada vez mais sentimos que estamos na corda bamba e que cada nossa decisão pode vir a ter consequências devastadoras.
Apenas quem tem filhos doentes crónicos poderá ter percepção do que aqui falo...
Perdoem-me os outros, mas não têm a verdadeira noção do dom da vida e, muito sinceramente (cada vez mais) não acredito que lhe consigam dar o devido valor!

5 comentários:

Grilinha disse...

Hoje queria tanto poder dar um abração ao meu príncipe....tenho saudades e tanta dor por sabê-lo assim.

Força para todos vós...
e nós estamos sempre aqui, como sabes.

Prima Ana disse...

Não sabia que o nosso menino tinha estado internado.... e é c/ um grande aperto no coração que fico. Compreendo o que dizes, são decisões dificieis mas confia no teu instinto, há-de saber guiar-te.. O meu pensamento sabes que está convosco e as minhas orações são para vocês... As melhoras rápidas e paz........ Beijo grande Prima Ana

Xu disse...

Soubemos ontem pelo pai Pinguim dos internamentos qdo voltavamos do hospital com a mini miuda e fikamos bem tristes!
Não sei o q sentes com akilo q passas, é um facto mas infelizmente tb n sei o q poderia fazer para q fosse diferente.
Tenho a certeza q tomarao as decisoes correctas e que farao SEMPRE o melhor pelo Joao!
Que Deus vos ajude e proteja!

Mina disse...

Mãe Sisa
Tens toda a razão, quem está de fora não consegue sentir esse aperto, mas consegue imagina-lo.
Eu fico em aflição, só de pensar. Conheço uma mãe tal como tu tinha um principe como o teu, por isso posso imaginar bem de perto esse teu sofrimento...
Muita força e as melhoras rápidas
bjocas

Paula disse...

Amiga, fecha os olhos e sente o meu abraço, de facto não é possivel avaliar a mais ninguém, o que passas ou o que sentes, mas tens amigas que estão a torcer por vós!

Melhoras anjinho do céu...