terça-feira, 15 de novembro de 2011

Vocês sabem lá

Não sei o que escrever sem me tornar repetitiva... por isso não tenho escrito.
Sinto-me cansada de estar sempre a escrever o mesmo, mas principalmente de passar sempre pelo mesmo.

Já não sei o que é ter um dia-a-dia normal.
Normal para as pessoas normais. Com trabalho ou desempregadas, mas com saúde.
Já não sei o que é a correria do quotidiano que faz as pessoas ficarem tão cansadas e tão stressadas, sem tempo para nada, com pouca paciência para os filhos e com tanta necessidade de se queixarem da pouca sorte que têm...

Às vezes, eu e o meu marido, rimo-nos dessas situações. Desses queixumes dos outros.
Outras vezes não. Não temos nós paciência para isso e do fundo do coração invejamos o que os outros têm: a saúde.
Pronto: confessei. O meu pior e obstinado pecado é a inveja.
Eu que nunca fui invejosa, agora visto-me com esta pele absolutamente repreensível.
Só não me enquadro no "ódio pelo possuidor do bem"... pronto, isso já é demais...
Mas não gosto de muitas pesssoas que nem se apercebem do quem têm. Não gosto, não.


O cansaço que sentem não é nada.
É uma gargalhada nossa...

Por isso é que somos tão bem humorados!


7 comentários:

ClaudiaMG disse...

E está dito....e bem dito.

Beijinhos grandes

Anónimo disse...

Silvia,
Mil bjs e um abraço nada mais tenho para dizer, mas a sua inveja é saudável e a 500% ou mais compreensível.
As melhoras, do fundo do coração

Alexandra

Mina disse...

È verdade mãe Sisa, quem tem saúde,nunca conseguirá dar o valor a quem a não tem. E principalmente quando toca aos nossos meninos, tomaria-mos as dores deles...
Não sei mesmo, mas imagino ...
bjinhos e muita força amiga

Grilinha disse...

É verdade que é sempre muito difícil estarmos 100 % satisfeitos. Há sempre qq coisa que falta. Há sempre qq coisa de que nos podemos queixar.

Quando falta saúde pomos TUDO em causa fazendo-nos esquecer tudo o resto da nossa vida e todas as coisas que fazem supostamente falta.
Muitas vezes contamos com ela, como se fosse um bem adquirido. Mas não. Todos os dias a devemos agradecer e desejar para todos os que gostamos. Porque é de facto um bem muito precioso.

E assim, vos desejo sempre, a todos, muita saúde.

Abraço em vós

Dina disse...

Olá, olá

Pensamos muito em vocês...

Como já disse e já escrevi mais do que uma vez, admiramos profundamento a vossa força, a vossa coragem, a vossa disponibilidade, a capacidade de sorrirem, de rirem e de serem felizes...

Verdadeiramente admirável!!!

Muitos beijinhos e um abracinho muito apertadinho para o João e votos de rápidas melhoras.

Estrunfina disse...

Percebo a tua inveja...
Mas o que interessa é que no meio da adversidade vocês encontram espaço para sorrir e agradecer o dom da vida!
Eu INVEJO essa tua capacidade.

Colher de Mãe... Mãe de Papel disse...

É verdade!! Por isso é que todos os dias agradeço tudo o que tenho. Ter crianças saudáveis e nós termos saúde para os ver crescer é tudo o que eu quero!! O resto, com mais ou menos dinheiro, havemos de sobreviver. Força Sílvia!!! Vocês merecem tudo de bom.