sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Resumo da semana

Esta semana foi um pouco diferente do habitual, sendo que na quarta-feira passámos o dia com câmaras de filmar e na sexta-feira visitámos a escola de referência (com Unidade de Multideficiência e Unidade de Ensino Estruturado) do agrupamento a que o João pertence.
*
Na quarta-feira de manhã participámos numa reportagem SIC acerca do Palmiber (que deve passar no Jornal da Noite de Domingo, na rubrica Futuro Hoje). O João, contentíssimo de conduzir novamente esta viatura, de ser o centro das atenções (quando na verdade o centro das atenções era o Palmiber) e de ser filmado! Este miúdo parece que nasceu virado para uma câmara! Bem contrário às vontades da mãe... Mas, por ele e principalmente para dar a conhecer coisas novas e positivas a outras pessoas, porquê não?
*
De tarde participámos da surpresa que a produção do programa Vida Nova preparou para a Fátima Lopes e assistimos à primeira parte do programa. Quando percebeu que iríamos embora antes das outras pessoas ainda fez um beicinho fofo a pedir para voltar para o estúdio, mas eram muitas horas lá dentro e a manhã já tinha sido bem preenchida...
*
Na sexta-feira de manhã fomos conhecer a Unidade de Multideficiência do agrupamento de escolas a que o João pertence. O que nos foi dado a conhecer coincidiu com a expectativa e com aquilo que ouviramos falar... Nota positiva.
Confesso que não estou muito entusiasmada porque me sinto pressionada. Temos poucos dias para decidir se inscrevemos o João no 1º ano, já este ano lectivo ou se peço adiamento.
Sabemos que tem capacidade cognitiva para seguir a via de ensino regular, mas temos que ponderar se deverá ser JÁ este ano ou se devemos esperar que ele tenha mais maturidade e mais conhecimentos - e assim arriscamo-nos a perder a vaga naquela unidade que é uma referência aqui na zona, pelas condições que oferecem...
Resolver-se-á, de uma maneira ou outra.
Ter um filho muda (quase) sempre a nossa perspectiva das coisas, não é?
"Experimentar" ter um filho especial faz com que abandonemos o que tínhamos como garantido e faz-nos apreciar as coisas mais simples e banais que passam despercebidas ao mais comum dos mortais.
"Experimentar" ter um filho especial faz-nos dar graças, todos os dias, pelo ar que respiramos (mesmo que seja poluído ou que não tenhamos capacidade pulmonar suficiente para levar uma vida "normal").
"Experimentar" ter um filho especial faz-nos amar com mais sinceridade e maior intensidade.

Voltamos a ficar resguardados em casa, pois este frio polar faz toda a diferença nos frágeis pulmões do meu Príncipe e já estão a dar sinal...


8 comentários:

Piquenina disse...

a star was born!

Mina disse...

Uma semana em cheio...
Bjocas

Mara Galante disse...

Não adies. O Principezinho tem capacidades para enfrentar esta nova etapa. Vais ver como ele será capaz de te surpreender.
Porquê esperar mais um ano?
Vai em frente.
Um abração.

Mi disse...

Mas que bela reportagem do Palmiber e, claro, do João! Grande tempo de antena :)

beijinhos*

Prima Ana disse...

Eu vi ontem a reportagem. Assim que começou eu tive 1 feeling que ele ía aparecer:)))) confesso que fiquei tão orgulhosa que uma lágrima queria sair ... AMEI!!!!! Adoro esse sorriso meu amorzinho!!!
Um beijo grande.

Sofia disse...

Vocês fazem parte das nossas Estrelas Polares.
Dizia eu aos meus meninos da catequese que cada um de Nós tem que ser Estrela.
Na nossa vida existem vários tipos de Estrelas: umas são cadentes, outras brilhantes vocês são estrelas Polares, aquelas que nós queremos seguir.
Um grande Beijinho

ClaudiaMG disse...

Bem que grande semana...
Se calhar o caminho do Principezinho é mesmo esse ser uma Estrela.
Quanto à Escolinha essa é uma grande decisão mesmo, até eu apesar de ainda estar um pouco longe por vezes dou por mim a pensar no que irei fazer.

Beijinhos grandes

Xu disse...

Beijos