sábado, 18 de julho de 2009

Mais um pequeno susto...



que o Principezinho nos deu.


Não temos a certeza se foi efectivamente uma crise convulsiva, porque estavámos meio adormecidos...


Era dia do JM visitar os avós e - desconfio que por isso mesmo (visto que ele já estava a "morrer de saudades" deles e sabia que era O dia) - acordou com o nascer do sol e já não queria dormir mais! Visto que as saturações de oxigénio estavam razoáveis, e que ainda faltavam 2 horas e meia para o despertador tocar disse-lhe que ainda tinha que dormir, pois era muito cedo... Não resultou: esteve às voltas na cama. Decidi deitá-lo na nossa cama (às vezes acalma-o), mas isto também não resultou! Não parou quieto durante 2 horas!


Estava eu a adormecer quando deixei de sentir o peito dele (quando ele está na nossa cama fico sempre com a minha mão no peito dele - desde sempre... até antes de adquirir a doença pulmonar) e oiço nitidamente uma voz no meu ouvido dizer-me "o teu filho não está a respirar". Sentei-me na cama de imediato, olhei para ele e estava branco-quase-transparente! Coloco o oxímetro no dedo e faz uma leitura de 41% SpO2. Não tem reacção. Pego-lhe ao colo e levo-o para a sala (onde temos o depósito de O2) e começo as nebulizações. As saturações aumentam e estabilizam gradualmente. Ele adormece profundamente.


Tudo sinais de que tenha sido uma crise convulsiva.


Mesmo sem certeza... o facto é que ele está a fazer o desmame do diazepam, na manhã do dia anterior não tomou o valproato de sódio (anti-epiléptico) porque já tinha passado da hora e a privação de sono e o cansaço são factores desencadeantes de crises...


O que mais assusta é que tanto eu como o Pai-Pinguim estávamos num estado "zombie". Nada nos garante que ele tenha mais crises assim durante o sono (o dele e o nosso) e nós nem nos apercebemos e assim a medicação não é, de certeza, suficientemente eficaz...


Por outro lado também sei que ele ficou assim pela falta de descanso - ele NUNCA dorme o suficiente (nem para a idade, nem para a PC, nem para a doença pulmonar e muito menos para a epilepsia!).


*


No meio disto tudo dou graças a Deus pelo meu Anjo da Guarda (desculpem-me aqueles que não acreditam em Anjos... o meu é muita fixe!)

Aproveito para aconselhar este livro do Dr. António Levy Gomes.

Está escrito de uma forma muito acessível e tranquilizadora, desmistificando muitas situações.

*

11 comentários:

Maria disse...

Desejo com toda a força do meu coração, que a mãe Sisa não volte a ter um susto destes, logo que o Principezinho não volte a ter uma crise como esta.
Que tudo esteja calmo por ai, são os meus maiores desejos.

Bom fim de semana. doce carinho e as melhoras do Principezinho.

:)M.M.G.

Grilinha disse...

Arrepiada só de imaginar...são sustos, mas ficamos transtornados, não é?
Apetece-me dar um grande abraço ao JM.

E que o anjo protector vos livre de sustos.

Beijinho doce

Dina disse...

Olá, olá

Que susto!!!

O Afonsinho também tem epilepsia mas sem convulsões

Tinha equivalentes convulsivas/espasmos?? (nunca chegámos a perceber mas o eec não acusou nada). Na ultima consulta o médico disse-nos que o valproato actuava durante bastante tempo e que não havia problema se não tomasse uma dose, não sei se isto é válido para o João Manuel.

Espero que tudo se resolva e que não tenha passado de um susto.

Ainda bem que ele e vocês estão tão nem acompanhados e com tão boa protecção.

Beijinhos muito especiais

Mina disse...

Mãe Sisa
Só para uma mãe conhecedora e experiente, é, que é um pequeno susto, daqui parece-me um turbilhão, tanta complicação ao mesmo tempo, só quem os vive é que sabe mesmo como lidar...
Quem está por fora nem imagina...
As melhoras do Principezinho e mãe tem de aliviar o coração, que terá sempre o sinal...
bjocas e bom -fim -de-semana, espero que pouco ventoso

Piquenina disse...

até eu fiquei assustada, só de ler!

c'a fixe o teu anjo da guarda! MESMO!

pergunta-lhe lá se não tem um amigo que queira ser o meu???!!!!

bjinhos e até amanhã

ClaudiaMG disse...

Olá Mãe Sisa

Nem consigo pensar no que passam nesses momentos. Só espero que o Principezinho não volte a pregar mais nenhum susto aos papás.

Beijinhos muito especiais

Anónimo disse...

ainda bem que passou depressa, mas para quem tem um filho com epilepsia parece uma eternidade (o meu Afonso tambem tem epilepsia)é sempre um grande susto cada crise conculsiva! depois, é ter sempre a esperança que nunca mais volta a acontecer!
tudo de bom mtos beijinhos
isabel & Afonso

Catarina disse...

Seja o anjo da guarda, seja o instinto de mãe, seja o que for, graças a Deus ele existe, está lá, e tu escuta-lo!!!
Bem hajas!

Prima Ana disse...

Que existe algo que vos guia a vocês como pais e que o vai protegendo (JM) e dando força existe mesmo não tenho duvidas nenhumas... Tudo acontece por uma razão e se calhar o facto de ele estar agitado e ir para a vossa cama foi o necessário para tu ( Mãe)te aperceberes no imediato do que se estava a passar, chega de facto a arrepiar como tudo acontece... O vosso Anjo da Guarda, não dorme!!! Espero que tudo esteja melhor, mais calmo e que a tranquilidade já domine o vosso dia a dia... As melhoras meu amorzinho, um beijo grande da prima Ana, Tia Céu e Tio Vitor.

Xu disse...

Fikei atremer so de ler e imaginar ... daaaaaaaaasssssssseeeeee...
N importa kem acredita ou nao o importante é q tu tenhas ouvido a voz q te disse o q precisavas de ouvir e isso é a UNICA coisa q importa.
Espero que sustos destes não voltem a acontecer.
Beijos enormes e com saudades ... de todos!

Go disse...

Amiga, todos nós temos uma anjo da guarda, só que alguns não o sabem ouvir...

Espero que esteja tudo mais calmo, e que não voltes a ter sustos assim...
Beijo