sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

11 de Fevereiro de 2005

Este dia ficou marcado pelo dia de alta no primeiro internamento do Principezinho.
Ficou marcado também como a primeira vez que nos mentiram no hospital...
*
Quando eu, na véspera, recusei a alta que queriam dar ao João e exigir que lhe fizessem um despiste do Adenovírus, visto que acabara de saber que tínhamos estado em contacto com este vírus desde há 5 dias. Neste dia, apresentaram-nos a nota de alta comunicando que o teste a Adenovírus tinha sido negativo.
*
As coisas que nós aprendemos em pouco tempo...
Por exemplo, que os médicos omitem e mentem...
*
Foi a 15 de Fevereiro, quando demos entrada no HSFX, que soubemos que, afinal o resultado tinha sido INCONCLUSIVO e não negativo como nos haviam dito. E só o soubemos porque o médico que nos recebia não acreditava em mim quando lhe contei que o João tinha estado internado a semana anterior e em contacto com Adenovírus... e não acreditava porque não estava mencionado no processo de transferência. Até que se deu ao trabalho de telefonar para o hospital de referência e confirmar...
*
E a partir deste dia temos mais "aniversários". Não de nascimento, mas de uma série de acontecimentos que viriam a mudar a vida de uma família.
*
Definitivamente, há coisas que não se esquecem.

6 comentários:

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

a mentira doeu mais por ser adiada n foi???

Sou sua fã...desde que vos num progama de Tv

Anónimo disse...

Mãe Sisa,
Compreendo perfeitamente a sua revolta e o quanto doi.
Como o Francisco é um grande prematuro, só aos 5 anos é que lhe fizeram o diagnóstico. No entretanto "desconfiaram"de atraso no desenvolvimento, nanismo,etc e tal.
Resultado,das inúmeras consultas no HGO, venho sp de lá com um pé atrás.
Foi só na UTAAC que tive um acompanhamento bom e genuino, principalmente em relação a mim e ao futuro dele.
Sei que esta data a marca muito e ás vossas vidas, mas tente adormece-la de vez em qdo.
Mil bjs,
Alexandra

Mãe Sisa disse...

@Tânia:
talvez... nem sei bem. Acho que doeu por ser a mentira que foi. Era 1 coisa tão simples. Não havia necessidade de mentirem.
O mais importante a retirar disto é que os médicos NUNCA devem mentir aos pais, seja em que situação for.
Provavelmente o desfecho nem teria modificado em nada... nunca o saberemos.


@Alexandra:
Eu tento adormecer estas datas, mas elas teimam em acordar...

Quanto à UTAAC, a minha opinião é a mesma! Bem que publicito as formações que elas fazem de vez em quando a toda a gente desta área, para ver se aprendem mais alguma coisa... a "ler" estes meninos o melhor possível, pelo menos...
Beijinhos

Mina disse...

Como é que se consegue omitir ou pior mentir...Quando há evidencias...
Fico sem palavras...
bjinhos

Grilinha disse...

Há coisas que nos doem e vão doer sempre...por mais tempo que passe.

Um beijo em vós.

Xu disse...

humpf .. datas q n serao eskecidas ...