domingo, 8 de fevereiro de 2009

Há 4 anos atrás


Fez ontem, precisamente, 4 anos que o João ficou internado pela primeira vez, devido a uma (na altura) simples bronquiolite... Simples, porque quase todas as crianças as têm.
*
O azar bateu-nos à porta quando, durante este internamento, estivémos em ambiente infectado por adenovírus (sem sabermos, obviamente).
*
Os primeiros sinais de alerta surgiram através do M. A (o companheiro do João desde a entrada nas urgências, à passagem pelo S.O. e durante o internamento na enfermaria).
Contudo, naquela primeira semana o nosso João não apresentava sinais alguns...
*
Após a febre baixar ele já andava a correr pelo corredor da enfermaria a fazer estragos por onde passava! Era tão irrequieto que eu e o pai considerávamos a hipótese dele ser hiperactivo!
*
Hoje encaramos essas situações com muita saudade e alegria por ele ser assim. Deu-nos o prazer de o conhecer saudável, forte, extremamente activo, atento, alegre e muito bem desenvolvido (de percentil 95%). Deu-nos o prazer do o ver andar com apenas 10 meses.
E tudo isso foi muito bom!
*

9 comentários:

Piquenina disse...

andar não é bem o termo. ele parecia que ia "atropelar o mundo".
isso tudo foi bom e, apesar do sofrimento, as pequenas conquistas que tem conseguido também.

e mais ainda a GRANDE conquista: ele é um miúdo FELIZ!

brota-lhe felicidade dos olhos! e isso, minha amiga e comadre, não é algo muito comum...

um abraço, daqueles!

Maria disse...

O Principezinho é bem alto,Feliz e Amado também, lá dentro dele existe a vontade de voltar a "atropelar o mundo".
Só precisamos que ele tenha menos crises,para ficar mais forte e realizar o sonho que ele mantem dentro de seu coração!

Beijos com os desejos que as crises começem a diminuir.

M.M.G.

Dina disse...

Olá, olá

Quero comentar o post, porque não quero passar por aqui em silêncio mas, é tão dificil!!!

Já lhe abri o meu coração num mail que lhe enviei há algum tempo...

É injusto, muito injusto!!!

E doi muito, só pode doer mesmo muito!!!

Por isso espero, que consiga, manter a fé e a esperança e que consiga aceitar tão dura prova...

Que Deus esteja sempre convosco e que o vosso caminho, tão duro e cheio de obstáculos, se torne mais leve e mais feliz...

Beijinhos especiais para todos, mãe, pai e João.

Prima Ana disse...

Lembro-me tão bem, desse Natal que ele já andava.. ele e o Daniel tão pequeninos a darem os seus primeiros passos:)Recordar é viver e a essência do nosso João é e será sempre a mesma; Aquilo que está no seu coração é o que faz dele uma criança tão especial.. qualquer pessoa que o conheçe se o olhar nos olhos, sente... é impossivel não sentir.. transborda Amor.. Adoro-te!!! Beijos

ClaudiaMG disse...

Olá Mãe Sisa

E são a esses momentos bons que vocês se têm de agarrar, são esses que têm de segurar muito e muito bem e continuar a acreditar, continuar a ter fé e força e muita força.

Quando puder ir ao meu cantinho, tenho lá um miminho.

Um grande beijinho para o João e um muito especial para si.

Cláudia

Sofia disse...

Só sei dizer que as lágrimas me correm sem as conseguir parar...
Lembro-me vagamente, engraçado, mas tenho muitas fotos do João a última vez que ele veio cá a casa antes de ficar assim... Nos anos da Nini.
Acho que aceito tão bem o facto do João ser assim que sinto que ele "atropela o mundo" na mesma.
O que o AMOR faz?! Fazer da diferença uma Paixão e uma forma de ver a Vida.
Parabéns e Obrigado pela vossa diferença.

Anónimo disse...

como é a compreendo, é preciso muita força para ultrapassar os obstaculos da vida e isso vocês nota-se que têm de sobra, vão conseguir!
Bjs
Isabel & Afonso

Anónimo disse...

Passei só para vos deixar um beijinho. É muito injusto...
Estive a ver outros posts, e o João é uma criança feliz, cheio do vosso amor! Consegui sorri depois de os ler :)
suzy (a_tagide)

Anónimo disse...

Olá, meus lindos!
É verdade, "há 4 anos atrás"...
Dói e revolta, quando recordamos tudo o que aconteceu, como aconteceu e as sequelas que deixaram o nosso Jotinha com tantas limitações.
A foto do primo que o Dani tem no quarto era quando ele tinha 10-11M(antes dele ser internado pela 1ª vez), e é tão fácil imaginar, quando olho para ela, estes dois "diabretes" a correrem, a jogar á bola, a fazerem travessias aos avós, a "atropelarem o mundo", como alguém dizia...
...mas logo de seguida alegro-me pelo modo como vocês pais e todos nós família e amigos aceitámos a situação, pois só assim podemos dar todo o amor que o João precisa para lutar e ser a criança alegre e feliz que é hoje.
Quando me perguntam "como está o teu sobrinho?" a 1ª coisa que respondo é: "está feliz!"
Força e um forte abraço em Cristo!
Tia Marta