domingo, 31 de agosto de 2008

"Zac Browser": navegador de internet para crianças com autismo


O Zac Browser (Zone for Autistic Children) é um web browser (navegador de internet) específico para crianças autistas que foi desenvolvido pelo avô de um menino, Zackary Villeneuve, que sofre deste problema. O programa elimina qualquer tipo de conteúdo inadequado para as crianças e desactiva teclas que não costumam ser usadas por crianças, diminuindo a insegurança dos autistas.
(...)
Segundo a mãe de Zackary, agora ele interage muito mais com o computador do que com a televisão, por exemplo. Vale a pena para qualquer um testar este software. É sempre bom conhecer ferramentas alternativas capazes de ajudar pessoas com NEE.


Ver artigo completo na página da "Bica - Cnotinfor" ou em www.zacbrowser.com .

***

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Banho


Hoje o Principezinho ACEITOU tomar banho sozinho!

Para quem não sabe: o habitual é tomar com a mãe, também dentro da banheira! Claro que se aproveita este momento de descontração para fazer mais um pouco de terapia, de treino e de cinesioterapia respiratória...


Pois, mas hoje tomou um belo duche - cheio de cócegas - na sua cadeira de banho.

Esta cadeira também tem a sua história... Já a temos há dois anos e das duas vezes que tentámos que o Principezinho tomasse banho lá sentado, toda a casa de banho tomou banho... menos ele!
Diga-se de passagem que foi uma grande desilusão assim que a recebemos porque achámos de imediato que não era minimamente adaptada às necessidades (aliás, nem o suporte - que serviria para a cadeira ficar mais elevada - é adaptado às banheiras comuns, nem é anatómica, nem o material é confortável a quem tem que ficar ali sentado nu!).

Apesar da desilusão e da opinião se manterem, já é mais um passinho em direcção a alguma autonomia (do filho e da mãe).
Só percebe quem passa...

***

domingo, 24 de agosto de 2008

Na estante do Cucu (3)

Mais um livro que o Principezinho adora e que nos fala de um namoro muito invulgar: entre o Rafa Girafa e a Borboleta Violeta... e o falatório que esta situação gera entre os outros bichos!
"Será que uns óculos podem mudar tudo? (...)
Uma história cheia de reviravoltas. Ou não fosse a história de um namoro."

Título: O Namoro do Rafa Girafa
Autor: Teresa Conceição
Ilustração: Teresa Conceição
Colecção: Bichos com Defeito
Editora: Oficina do Livro
***

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Sou eu madrinha!

Já são duas noites seguidas que sonho com o meu Cucu. Para além de nos últimos tempos ser raro ter a noção que sonho, mais raro ainda é acordar e lembrar-me nitidamente do sonho.

Nas duas noites seguidas que sonhei com ele ouvi-lhe a voz, que quando lhe perguntei:
-"Quem é o afilhado MAI LINDO do mundo?"

me respondi-a:
-"Sou eu madrinha!"

era uma voz pouco nítida mas doce e que soava a uma mistura de fala e sorriso.
Não tenho filhos (e provavelmente nunca os terei) e por isso nunca experimentei esse "tipo" de amor, mas este amor que tenho pelo meu afilhado (e também pela minha afilhada) é um amor diferente (doce e forte ao mesmo tempo, como se fosse uma combinação de algo doce com algo salgado) como se estivesse sempre a segurar o coraçãozinho dele(s) nas mãos e a tentar que nada lhe aconteça. É suave, mas simultaneamente intenso. É brisa e tempestade.

Muito disto também são as saudades a falar!
Isto de ser uma "Witchmother" tem destas coisas!

domingo, 17 de agosto de 2008

Sobre Segurança Social



Achei que hoje já tinha postado o suficiente... até encontrar este video no YouTube!
E como nós estamos a passar por uma situação semelhante, espero que isto proporcione, no mínimo, uma séria reflexão.
Também nós nos dirigimos à Segurança Social para pedir as Ajudas Técnicas que o Principezinho precisa neste momento e a resposta foi exactamente a mesma: já não há verbas! Nem sequer ficaram lá com as prescrições médicas do material porque "não valia a pena"... Não valia a pena sequer marcar uma reunião com a Assistente Social. Se quisesse podia escrever à Coordenadora dos Serviços Sociais...
Confiram o resultado desta reportagem aqui!!!
*

Na estante do Cucu (2)


Voltamos à estante com mais um livro delicioso que se enquadra na realidade infantil na perfeição...
À parte de uma ou duas palavras que acho demasiado complicadas para a faixa etária do livro.

- A Mara é orelhuda!
- Mãe, tu achas que eu sou orelhuda?
- Não, filha. Tens é orelhas de borboleta.
- E como são as orelhas de borboleta?
- São orelhas que revoluteiam na cabeça e pintam as coisas feias de mil cores.

Ter as orelhas grandes, o cabelo rebelde, ser alto ou baixo, magro ou rechonchudo... até a mais insignificante característica pode ser motivo de troça entre as crianças.


Porque se devem valorizar as características que nos diferenciam dos outros para nos distinguirem como seres especiais e únicos.

Título: Orelhas de Borboleta
Autor: Luisa Aguilar
Ilustração: André Neves
Colecção: livros para sonhar

***

sábado, 16 de agosto de 2008

I´m going my own way!



«Não ande à minha frente

Eu posso não o seguir

Não ande atrás de mim

Eu posso não saber onde ir

Ande ao meu lado e seja

meu Amigo»

Albert Murphy

Passar o tempo


Nestes dias de ócio, em que toda a gente está de férias (menos nós!) vamos passando o tempo a "namorar", essencialmente...

Confesso que a "preguicite aguda" também se vai apoderando de mim com mais frequência do que eu gostaria, por isso não temos horários a cumprir... pelo menos até chegar Setembro e com ele as consultas, as sessões na UTAAC, a Terapia Ocupacional e a Educadora da Equipa de Intervenção Precoce.

Quem dera que, com o início do novo ano lectivo, surgisse a oportunidade do Principezinho ter Terapia da Fala, voltasse ao infantário e à Hidrocinesiaterapia. Mas isto só depende do estado de saúde dele mesmo e (claro!) da autorização da pneumonologista.

Entretanto, além das leituras, dos jogos, do standing-frame e do andarilho, o Principezinho readquiriu o gosto pelas brincadeiras no chão - sozinho!

De dia para dia consegue rebolar e "meio-arrastar-se" para mais longe. Tudo isto graças às bolas que espalho pelo chão da sala e que ele tenta agarrar. Sem dúvida que as bolas sempre foram o tipo de brinquedo favorito dele desde bébé!
Estes momentos vão proporcionando uma oportunidade dele estar sozinho, dele aceitar estar sozinho com prazer e sem traumas... deixando para mim a oportunidade de me re-educar a deixá-lo estar sozinho.
Isto não é fácil de perceber para quem tem filhos saudáveis. Não o era para mim quando o meu filho era saudável e me deparava com mães excessivamente cautelosas e ansiosas, quase neuróticas!
Hoje eu sou (quase) assim... Devido a circunstâncias reais e a receios fundamentados!
Mas o que importa é que pouco a pouco vamos conseguindo criar estes espaços de separação (que serão importantes no caso dele poder voltar ao infantário e eu trabalhar).
***

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Em Peregrinação

video


Mais 2 dias fora de casa...
Desta vez para cumprir a tradição de ir até Fátima, em peregrinação, para a Benção dos Doentes.
Como testemunho da Caridade que inevitavelmente sentimos, rezámos por alguns de vocês.
À parte o cansaço físico, revigora-nos a alma.
***

domingo, 10 de agosto de 2008

Em relação ao "João Porcalhão"...

Como acontece sempre que surge um novo livro que o Principezinho goste, quer que a gente o leia até nos fartarmos (nós, porque ele parece nunca se fartar!)...

Então, para não fugir à regra, temos lido o novo livro de manhã, à tarde e à noite...

Hoje, à hora de almoço ele estava a sujar-se muito - sem querer - apenas devido aos movimentos involuntários.

E eu disse-lhe: "Vá lá filho, não sejas um João Porcalhão..."

E não é que...

Ralhou comigo e depois armou o beicinho e começou a olhar para trás (para onde estava o livro)?!?

Como quem diz "mas eu não quero ser o João Porcalhão!!!"

*****

sábado, 9 de agosto de 2008

Na estante do Cucu (1)


Como estreia da Estante,não podia deixar de aqui mostrar a centésima aquisição!
O João é um menino cheio de maus hábitos...
Quando vê uma guloseima no chão, quer logo comê-la.
Quando tem macacos no nariz, põe-se a tirá-los cá para fora.
Uma história muito divertida com um final (para mim) inesperado!
Autor: David Roberts
Edição: Dinalivro
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o jardim de infância
***

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Sobre Literatura


Sempre gostei muito de livros, de ler.

Actualmente ando a falhar muito às minhas saudosas leituras, por força das circunstâncias de uma vida (extremamente) dedicada ao meu filho.

Felizmente, o Principezinho também adquiriu muito cedo o gosto pelos livros.

Há pouco tempo pediram-me para preencher um questionário sobre os hábitos de leitura e escrita em família.
Ironicamente foi uma Terapeuta da Fala (a ironia aqui está, para quem não sabe, no facto do Principezinho não ser seguido por TF por falta de vaga!)

Uma das questões colocadas era a quantidade de livros que a criança tinha seus.

Eu dei-me ao trabalho de contar... 99!

Não satisfeita, hoje comprei-lhe mais um.
Juro que não foi para chegar ao número redondo, mas simplesmente porque era irresistível.

Nunca vos aconteceu estarem a ver livros na montra ou até mesmo a folheá-los numa livraria e eles murmurarem-vos "Compra-me... Compra-me...".

Pois bem. Foi o que me aconteceu outra vez hoje!

Posto isto, decidi imitar a madrinha Pikenina e iniciar uma espécie de rubrica.
Esta não se chamará "Na mesinha de cabeceira" porque na do Principezinho está apenas um livro, o único que é lido à noite (por exigência do próprio!): «Boa noite, Ursinho».

Aqui publicaremos os livros que o Principezinho gosta mais e os recém-adquiridos.

Para não ser descontextualizado esta chamar-se-á "Na estante do Cucu".

***

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Workshop sobre DISLEXIA



A Oficina Didáctica vai promover, no dia 27 de Setembro de 2008, um novo Workshop sobre o tema da Dislexia. Este evento terá lugar nas instalações do Hospital CUF Descobertas (Lisboa) e tem como principais destinatários Profissionais com intervenção na área da Educação ou da Saúde da Criança e/ou do Adolescente, Estudantes de cursos das áreas da Educação ou da Saúde, Pais e Encarregados de Educação.




*